Procon encontra diferença de até de 66,69% em produtos para dia das crianças

Criada em: 10/10/2018 16:44

Dados foram coletados em cinco estabelecimentos comerciais em Palmas.

 

Procon fiscalizou preços de brinquedos em Palmas. Foto: Procon/Divulgação

 

Procon/TO pesquisou, entre os dias 8 e 9, os preços de 43 produtos, dentre eles, bicicletas, bonecas, massa de modelar e jogos, para presentear a criançada de acordo com o gosto e o bolso dos adultos. Os dados foram coletados em cinco estabelecimentos comerciais em Palmas. Nas escolas as crianças também estão sendo orientadas por meio do Projeto Fiscal Mirim sobre itens importantes que devem ser observados na hora de comprar o brinquedo.

Conforme a pesquisa, a maior diferença, de 66,69%, foi encontrada na massa de modelar play-doh, oito potes sortidos da marca Hasbro, comercializada com o preço entre R$ 29,99 a R$ 49,99. A segunda maior diferença, 64,33%, está na boneca Lol Glitter, séries com acessórios da marca Baby Brink, com variação de R$ 139,90 a R$ 229,90, e a terceira maior diferença, 52,74%, está na massa de modelar, supermassa sorveteria, da marca Estrela, com variação de R$ 69,99 a R$ 106,90. 

Segundo a gerência de Fiscalização, a pesquisa é fundamental para que o consumidor escolha a melhor opção. A diferença de preço de um mesmo produto pode chegar a 66,69% ou até mais. “A análise com antecedência pode evitar prejuízo e é por isso que, anualmente, realizamos essa coleta, para facilitar a vida do consumidor na hora da compra”, disse o gerente de Fiscalização, Magno Silva.

Fiscal Mirim

Durante esta semana os 11 núcleos do Procon estão realizando o Projeto Fiscal Mirim nas escolas. Durante as atividades, as crianças estão recebendo material informativo que contém itens importantes que devem ser observados na hora de comprar o brinquedo. “A dinâmica do projeto é fazer com que os alunos se tornem fiscais na hora da compra do presente, juntamente com os pais, ou quando receberem observar se o objeto possui selo do Inmetro, indicação de idade, observar se o produto está com embalagem rompida, além de orientá-los a ler com atenção os avisos de segurança e o manual de instrução”, esclareceu o superintendente do Procon/TO, Walter Nunes Viana Junior, reforçando que essas orientações fazem toda a diferença na vida do cidadão  na fase adulta, uma vez que elas contribuirão para torná-lo um consumidor consciente dos seus direitos.

Mais dicas importantes

Segundo o Procon/TO,  na embalagem deve constar a indicação da idade ou faixa etária, instruções de uso e de montagem, descrição exata dos itens inseridos, identificação do fabricante (nome, CNPJ e endereço) ou importador (caso o brinquedo seja importado), eventuais riscos que possam apresentar à criança e o selo de certificação do Inmetro.

É importante também verificar se o produto traz informações adequadas, claras, em língua portuguesa, sobre suas características, qualidades, quantidade, origem, composição, preço e garantia.

O Procon alerta também sobre o cuidado com os brinquedos de comércio informal, pois podem ser irregulares ou falsificações e conter substâncias tóxicas na sua composição; e lembra que o consumidor deve sempre  exigir a nota fiscal.

 

Atualizada em: 11/10/2018 15:19
Compartilhar
SBT Tocantins 2018